quinta-feira, 21 de maio de 1992

Esperar

Pensava em ti
E como por magia
Apareceste ao meu lado.
O vidro translúcido
Parecia querer ofuscar a tua beleza
Mas seu brilho superava todos os obstáculos.
Estavas linda
Cabelos esvoaçando ao vento
Como queria afagá-los!
E te ter em meus braços
Sentindo nossos corações baterem
Tão desritimados
Que chegam a saltar pela boca
Sabe menina,
Que barreira nos afasta
Estás tão próxima
Que Chego a sentir teu perfume
No entanto estás tão longe.
E de que me vale
Tanto sentimento assim
Se não consigo reparti-lo contigo.
Algo nos aproxima
Sinto isto em seus olhos
E não sei como te amar.
O tempo decide...
É cedo ou tarde
É só esperar.

Roberto / maio de 92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...