quinta-feira, 16 de julho de 1992

Limites

Longe de um desejo
A ponto de sentir saudades
E os dias são eternos
Na esperança de te rever
Uma certeza que insiste
Em dizer que não é em vão
Um coração que insiste
Em acreditar em emoção.
Te vejo em meus sonhos
A vagar sozinha ao por do sol
Que numa cena quase fotográfica
Faz transparecer os contornos do teu corpo
Silhueta de perfeição
Que hipnotiza um olhar que te contempla
E és única em um pensamento
Que espera
Pra sempre tua presença.

Roberto 16 / 07 / 92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...