domingo, 16 de agosto de 1992

Instante

O mundo perfeito, eterno
Que vem em desejos e gestos
Tão lindos e tão puros
Como obras primas de um mestre
Mostra-me como é lindo e real
E quem diria outra vez
Saber o que aconteceu.
Não há explicação
Nem numa canção detalhada
NE versos, nem rimas, nada
Apenas mistérios profundos
Que explodem na beleza de um ser
E o momento que é sublime
Carrega-se de energia emocional
Que culmina em um sorriso lindo.
E talvez a perfeição deste momento
Se eternize em um sentimento
Que alguém sabiamente
Um dia o chamou de amor.

Roberto 16 / 08 / 92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...