sábado, 22 de agosto de 1992

Vazio

É uma procura absurda
De um vazio quase uniforme
E explode a cada olhar
A cada encontro premeditado
E já não me entendo
E não entendo o sentimento
Será que estou louco!
Ou você é irreal
E o meu mal
E o espaço que você me ocupa
Não tenho culpa
Sinto apenas não te ter
E pra que sentir
E enganar a si próprio
Não há mais ninguém no mundo
Que ocupe o seu espaço vazio
Não posso ter me enganando tanto
E por acaso invadistes o meu real
Por ter tudo no mundo
Mas sem você
O meu vazio é sempre igual.

Roberto 22 / 08 /92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...