quarta-feira, 21 de outubro de 1992

Lutas fingidas

É! O que sinto, minto
O que sonho, acordo
O que grito, emudece
O que se faz emoção
Desaparece em um silêncio.
O que parece real
É nada mais que ilusão
O que é vitória
Não passa de lutas fingidas
O que é vida
Outrora se fez amor
O que é esperança
Se fez agora saudade
O que é maldade
Hoje se faz ternura
O que era aventura
Agora é ficção
O que era canção
Agora é fantasia
O que foi alegria
Também já foi amor
E eu minto
Quando acordo
E emudeço a emoção
Em um silêncio real
Da ilusão de vitórias
De lutas fingidas.

Roberto /92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...