sábado, 10 de outubro de 1992

Vida perdida

Emoções perdidas
Num jogo de vida qualquer
Emoções contidas.
Esperando uma vida qualquer
Emoções sentidas.
Pra servem, de que servem
É desperdiçar sentimentos
É forjar puros momentos.
E não grito, nem ouço mais
E a visão não me aparece
Ressoa em cantos perdidos
Aqui e ali
Vida perdida
Nos erros de outra vida
Um gesto de protesto
É inútil, não adianta
Já não sei o que é certo
E não tenho noção do melhor
Se ter amigos
E estar sempre sozinho
Ou muita gente
E estar sempre só.

Roberto 10 / 10 / 92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...