quinta-feira, 31 de dezembro de 1992

Ego momentos

As decepções se acumulam
Não há como evitá-las
E se tornam passado
Que atormenta um presente
E há falsidade
Em tudo que é audível
E há mentiras
Em tudo que é palpável
E há cinismos
Em tudo que é visível
E não há um só momento
Que seja puro e sincero.
Mas um ano passado
Outro ano perdido
Poucos são os momentos
Que não devem ser esquecidos.
Mas um ano futuro
Outro ano a procurar
Pouco serão os momentos
Que teremos que lembrar.


Roberto 31 / 12 / 92

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...