domingo, 3 de janeiro de 1993

IN

É preciso ser tudo
Para ter as vezes tão pouco
É ter que por uma máscara
Para encobrir a verdade
Se falsificar por algo verdadeiro
Agir um pouco incerto
Se quiser ser o primeiro.
Mas de que adianta as alegrias
De uma luta desigual
Sentimentos fingidos
Momentos incertos
Em busca de um nada
Que pra você talvez seja tudo
E contudo não vale a pena
Ser assim tão pequeno
Querer ser um remédio
Onde só instilam veneno.

Roberto 01 /93

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...