quarta-feira, 10 de fevereiro de 1993

Minuto abstrato

Queria dizer que te amo
Poder gritar alto
Queria estar ao teu lado
Em todo minuto abstrato.
Correr os meus dedos
Pelos seus lindos cabelos
Sentir o arrepio de tua pele
A eriçar os teus pêlos.
Queria te dar o mundo
Te presentear com as estrelas
Que se ofuscam ao teu brilho
Te dar a luz da lua
Que se mistura com a tua
Numa noite de luar.
Quem sabe até o infinito
Seja assim tão imenso
Quanto o que sinto agora.
E o meu amor não tem hora
Pois ele é o presente
Em cada minuto te amo
E só você não sente.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...