terça-feira, 30 de abril de 1996

Sem você

Veio os erros e enganos
E os planos feitos em pedaços
Veio a tristeza, a solidão
A procura desesperada
As noites mal dormidas
Os dias intermináveis sem você
As lágrimas desperdiçadas
Um pouco de mim se perdendo
Um mês que pareceu eterno
Um deserto que queria me sufocar
Veio a sua indiferença
E a sua presença tão fria
Veio quase a certeza
Que tudo teria o seu fim
Foi-se o meu olhar que te procurava
E a minha vontade que morria
Foi-se a minha alegria
E talvez até a minha vida
Ficou só a saudade
Talvez a esperança
De um dia a sua volta ser verdade
E alguém que te espera tanto
Chorar agora mais um pouco
Para mostrar a sua felicidade.

Roberto 04/96

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...