segunda-feira, 23 de setembro de 2002

Ser real

Sei que é fantasia
Nem tudo é tão real
Há dois mundos paralelos
Que me deixam as vezes mal
Em um existe você
Sublime obra da criação
Em outro existe o tempo
Cruel e sem coração
As vezes sinto que é possível
Viver algo assim tão bonito
Mas o real é sempre assim
Contra ao que acredito
E qual desses mundos
Tem que ser o meu real
Aquele que ser feliz é sonhar
E ter você sempre por perto
Ou ser sempre racional
E viver sempre deserto.

Roberto 23/09/2002

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...