terça-feira, 19 de abril de 2011

M I L

Mesmo que não seja assim

Isso que alguns chamam de amor

Lentamente me embriaga

Contamina meu interior.

Como é bom estar ao teu lado

Sentir o teu perfume e respirar o teu ar

Sentir o pulsar do teu coração

Em ritmo acelerado e descompassado

Aflorar em teus sentidos quase atônitos.

Ver que teus olhos não mais me veem a pessoa

Desvendam agora segredos

Que dantes não conhecias,

Agora expostos em atitudes tão sutis

Que só quem ama pode decifrar,

São códigos quase que irreais

Que demonstram o quanto és o meu mundo

E que tudo mais agora é só contexto.

Menina que um dia Deus esboçou

Em traços tão perfeitos e sublimes

Agora és parte de uma mística emoção

Que talvez seja o que dizem ser amor

Se faz agora paixão em um ser,

E que venha o amor

Preencher espaços em uma vida

E talvez essa vida possa viver esse amor.

Roberto

19/04/2010

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...