quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Ressurgindo


E mais uma vez me sinto perdido
Não importe o que faça, algo foi maior
A ponto de me deixar atônito e sem rumo
Lá está você, sonho que se fez desejo
Rasgando um peito agora cansado
A ponto de não mais acreditar no amor
Há no fundo porém uma centelha
Clamando por  sua última molécula de oxigênio
Para tentar ressurgir das cinzas como uma fênix
Tenho certeza que ela ressurgirá
Agora talvez mais forte e incomparavelmente voraz
Que consumirá todos os anseios e temores de um coração
Sei que o meu tempo não é o teu tempo
Mas, tempo é o que mais tenho agora para esperar
E um dia olhar bem no fundo dos teus olhos
E apenas demonstrar o tanto que és amada
Sem nem uma palavra precisar falar.

Roberto  13/02/2013

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...